No Cavalo, o Casco é uma Estrutura Complexa. Como Cuidar?


No cavalo, o casco é uma estrutura complexa. É claro que uma pata em boas condições é de considerável importância na locomoção, mas danos graves no casco podem afetar sua expectativa de vida. 

De fato, ao contrário de muitas outras espécies, o cavalo não pode viver sem um bom apoio em cada membro.

Os cascos suportam todo o peso do cavalo e estão sujeitos aos vários estresses causados pelo solo, à atividade do cavalo e às agressões externas.

Anatomia do casco do cavalo

Dentro do casco do cavalo, o membro e sua estrutura anatômica continuam. Encontramos, portanto, naturalmente, o osso da terceira falange, bem como o osso navicular e os tendões e ligamentos correspondentes.

Em vez da pele, um sistema de proteção e amortecimento engloba tudo: esta é a caixa de tesão .

Consiste em uma parede rígida, com lamelas de chifre que se encaixam nas lamelas de uma parede de carne.

Sob o pé, encontramos a parede do lado de fora, separada da sola pela linha branca. 

No centro, acontece uma estrutura formada por um chifre mais flexível que une a pele do calcanhar com os chamados glomos.

O chifre é feito pela almofada perioplical localizada entre a coroa e o casco do cavalo.

Esta caixa com tesão desempenha um papel:

  • Protetor das estruturas internas do casco do cavalo
  • Suporte para carregar o próprio peso,
  • Amortecimento, essencial para a boa locomoção do cavalo.

Deve, portanto, ser suficientemente forte para proteger a pata das agressões externas (pedrinhas, humidade, bactérias, etc.). 

Qualquer rachadura ou amolecimento do casco do cavalo é um potencial ponto de entrada para germes.

Seu equilíbrio é essencial para garantir um suporte equilibrado para o membro do cavalo.

Assim, um mau aparamento tem consequências em todas as articulações do cavalo, modificando seus suportes.

Além disso, uma área dolorosa no pé inevitavelmente leva à claudicação, que pode ser grave por ser sua primeira estrutura de suporte.

Finalmente, um problema com os calcanhares pode levar a claudicação ou pelo menos a uma queda no desempenho, pois são as principais estruturas envolvidas no amortecimento durante a passada do cavalo.

Isso acontece em uma idade variável, dependendo da experiência do cavalo e sua raça. 

Quanto mais intensa e precoce a atividade esportiva do cavalo, mais seu organismo corre o risco de apresentar sinais de envelhecimento precoce.

Cuidados e Prevenção dos Cascos

Para a maioria das patologias, o cuidado regular e adequado das patas é a melhor forma de prevenção. 

Mesmo que alguns permaneçam inevitáveis ​​e vinculados a incidentes fora do controle do proprietário, o cuidado diário permite uma detecção mais rápida do problema e um melhor gerenciamento.

Sem entrar no debate de ferrar versus descalço, tanto com seus seguidores quanto com seus argumentos, o cavalo deve ser monitorado regularmente por um profissional, aparador ou ferrador.

Se for calçado, a frequência recomendada é a cada 6 a 7 semanas, sendo 8 semanas um máximo que não deve ser ultrapassado.

Se for simplesmente aparado, as visitas podem ser mais espaçadas, mas não espere que o pé fique quebradiço ou muito comprido.

Claro, você tem que se adaptar ao crescimento do pé, que varia de acordo com o cavalo e as estações do ano.

Cuidados Especiais

O mais importante é limpar as patas do seu cavalo diariamente.

Isso permite verificar a ausência de corpos estranhos (pedrinhas, pregos, pedaços de madeira, etc.) que possam atrapalhar e garantir que o pé esteja saudável.

Você pode então aplicar um tratamento, que pode ser nutritivo, secativo, higienizante, dependendo das necessidades do cavalo.

É importante alimentar regularmente o casco do cavalo que está sendo tratado. 

Esse cuidado regular tem um importante papel preventivo, pois é muito mais fácil prevenir lesões nos pés do que curá-las. De fato, a cura geralmente envolve o crescimento do chifre danificado, o que pode levar meses.

Suplemento Alimentar 

Tal como acontece com a saúde dos cabelos e unhas humanos, a saúde dos cascos do cavalo depende de sua dieta. Além de uma ração balanceada, existem muitos suplementos para ajudar seu cavalo.

A suplementação com biotina ou levedura de cerveja (que contém biotina) estimulará visivelmente o crescimento do casco. 

Além disso, ele será mais sólido e resistente. Isso fará com que o cabelo cresça e o vestido brilhe paralelamente.

Um óleo de cura rico em ômega 3 e 6 não necessariamente estimulará o crescimento do pé, mas fortalecerá o novo casco.

As patas do cavalo têm qualidades excepcionais, que lhe permitem suportar o próprio peso de forma permanente, alcançar destreza desportiva e ser confortável em terrenos variados. 

No entanto, estão sujeitos a muitos estresses e agressões, o que os torna a primeira estrutura responsável pela claudicação nos cavalos. 

As patologias são numerosas e por vezes complexas, pelo que a manutenção da pata do cavalo é essencial para a sua saúde.

Você pode se Interessar:


    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *